28 de jun de 2009

Dicas de Segurança: Senhas e E-mails


  • As senhas são secretas, pessoais e intransferíveis. Nunca revele nem permita que alguém as conheça;
  • Proteja o teclado quando for digitá-las;
  • Não use senhas óbvias, como data de nascimento, números de telefones, placas de carro, etc;
  • Não anote em papel nem guarde em computadores, celulares, ou palm tops. Memorize-as! Caso desconfie que alguém conheça a sua senha, troque-a imediatamente;
E-mails:
  • Procure usar a caixa de e-mail direto no provedor, sem baixar os e-mails na sua máquina. Mantenha o seu antivírus sempre ativo e atualizado;
  • Desconfie de e-mails sobre problemas com o seu CPF, restrição cadastral, situação eleitoral, dívidas ou que façam menção a prêmios e/ou vantagens;
Fonte: Banco Nossa Caixa(SP) e Vice Presidência da República

27 de jun de 2009

Cartão de autógrafos

Documento que tem como utilidade servir de base de conferência de assinaturas feitas pelo cliente. Os funcionários fazem curso de grafoscopia para se habilitarem a analisar detalhes não só do formato mas traços que indiquem a maneira como a assinatura foi escrita.

Espécie: Cartão
Forma: Cópia
Formato: Foha Avulsa
Tipo:Cartão de Autógrafos
Função Administrativa: Conferir assinaturas dos clientes
Função Arquivística: Comprovar a veracidade da assinatura
Produtor: Bnaco do Brasil
Gênero: Textual
Suporte: Papel cartão
Dimensão: 21 cm x 15cm
Sinal de Validação: Slogan Banco do Brasil e as assinaturas
Fundo: Banco do Brasil

26 de jun de 2009

Ana Célia Rodrigues

No dia 26 de Maio de 2009, no Auditório do Departamento de Ciência da Informação e Documentação da Universidade de Brasília, Ana Célia Rodrigues palestrou sobre "A Diplomática Contemporânea e os Arquivos".
Entramos em contato com Ana Célia, que foi muito atenciosa, e obtivemos sua tese de doutorado (Diplomática contemporânea como fundamento metodológico da identificação de tipologia documental em arquivos) e dissertação de mestrado (Tipologia documental como parâmetro para gestão de documentos de arquivo: um manual para o município de Campo Belo - MG).

Seguem os links de seus textos disponíveis na internet:

http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8138/tde-25042003-181526/publico/tesaAnaCelia.pdf

http://www.ejef.tjmg.jus.br/home/files/publicacoes/gest_arqui/palestra_ana_celia_rodrigues.pdf

http://www.asocarchi.cl/DOCS/134.PDF

Quer saber mais sobre Ana Célia? Seu currículo está disponível em http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.jsp?id=K4753624Y9#Producaocientifica

Abertura de Conta "A situação"

Seu José entrou com ação de indenização contra o Banco do Brasil porque, segundo ele, a instituição financeira seria a responsável pela inclusão de seu nome no cadastro de pessoas inadimplentes da Serasa (Centralização de Serviços dos Bancos S/A) e do Serviço de Proteção a Crédito (SPC). Isto aconteceu por causa da abertura de conta bancária realizada com seus documentos furtados e falsificados pelo próprio irmão.
Em primeira instância, a juíza condenou o Banco do Brasil a arcar com indenização de mais de R$ 1 milhão. O Banco inconformado pediu que o Tribunal de Justiça julgasse a ação improcedente. De acordo com o BB, não houve negligência de sua parte, pois os documentos apresentados na agência pelo autor da fraude foram falsificados de forma convincente.
O Banco do Brasil ainda argumentou que quando a ação de indenização foi proposta pelo cliente não recebeu informação de que o irmão da vítima esteve envolvido no furto e na falsificação dos documentos.O Tribunal de Justiça resolveu no final das contas que o dano foi provocado não pelas instituições financeiras, que foram tão vítimas quanto o autor, mas pelo irmão do cliente que fraudou o irmão e os bancos.

O que é Segurança da Informação

Segurança da Informação esta relacionada a proteção de um conjunto de dados, no sentido de preservar o valor que estes possuem ao individuo ou organização. O conceito de Segurança Informática ou Segurança de Computadores está intimamente relacionado com o de Segurança da Informação, incluindo não apenas a segurança dos dados/informação, mas também a dos sistemas em si, pois não estão somente restritios a sistemas computacionais.
Suas principais e basicas características são os atributos de confidencialidade, integridade e disponibilidade.

25 de jun de 2009

Lançamento do Site do SINARQUIVO

O Sindicato Nacional dos Arquivistas e Técnicos de Arquivo - SINARQUIVO anuncia o lançamento de seu website.
Para acessar, clique em http://www.sinarquivo.org.br/

A importância da segurança da informação

Texto de Ademilson Nogueira sobre tecnologia e segurança informacional.

O site apresenta o valor do gerenciamento da informação no mundo globalizado, a utilização de mecanismos se segurança e de armazenamento. Sabe-se que a Internet é uma ferramenta que ajuda na disponibilização rapida de dados, mas isto não é tudo, existem inúmeras situações de insegurança que podem afetar os sistemas de informação como incêndios, alagamentos, problemas elétricos, poeira, fraudes e uso inadequado dos proprios sistemas.

Fonte:http://www.oficinadanet.com.br/artigo/1124/a_importancia_da_seguranca_da_informacao

Dicas de livros

Gestão de Documentos Eletrônicos: uma visão arquivística
Vanderlei Batista dos Santos
Editora ABARQ


Sinopse: O livro faz uma análise técnico-científica do impacto dos arquivos eletrônicos nos arquivos contemporâneos. O autor, de posse de bibliografia internacional categorizada e apropriada, demonstra os desafios que os arquivistas do presente e do futuro terão que enfrentar.
Este Livro apresenta um dos mais convincentes impulsos para a arquivística sofrer sério processo de autoquestionamento e renovação.

A Organização do Conhecimento
Chun Wei Choo
Editora SENAC


Sinopse: Ao aliar perspectivas da teoria organizacional e da ciência da informação, este livro mostra que a organização do conhecimento cria as condições necessárias para o crescimento sustentável no ambiente dinâmico que hoje envolve todas as empresas.

Arquivos Físicos e Digitais
Astréa de Moraes e Castro
Thesaurus Editora


Sinopse: Referência da Arquivologia Brasilieira, o presente livro: Arquivos - Físicos e Digitais, traz os problemas com que o profissional da informação se depara no dia-a-dia: a fidelidade dos originais, o tempo perdido em busca de documento, o resgate da história que se cria, numa avalanche de documentos eletrônicos, antes mesmo que os papéis sejam recuperados para o registro da memória em nosso país. Esses e outros temas da moderna Arquivologia são tratadas de formas simples e objetiva pelas autoras.

24 de jun de 2009

Documentos presentes em um dossiê de conta bancária

Contratro de Abertura de Conta Corrente

Espécie: Contrato

Forma: Cópia

Formato: Folha Avulsa

Tipo: Contrato de Abertura de Conta Corrente

Função Administrativa: Cadastrar as informações da parte que solicita o serviço

Função Arquivística: Comprovar as informações do solicitante do serviço

Produtor: Departamento de Operações Bancárias

Gênero: Textual

Suporte: Papel Sulfite

Dimensão: A4 (21 cm x 27,9 cm)

Sinal de Validação: Slogam "Banco do Brasil" e o nº da Agencia

Fundo: Banco do Brasil

Contrato de Adesão a Produtos e Serviços

Espécie: Contrato

Forma: Cópia

Formato: Folha Avulsa

Tipo: Contrato de Adesão a Produtos e Serviços

Função Administrativa: Firmar acordo entre propoente e o contratante segundo normas específicas

Função Arquivística: Comprovar a aceitação das cláusulas do contrato

Produtor: Departamento de Operações Bancárias

Gênero: Textual

Suporte: Papel Sulfite

Dimensão: A4 (21cm x 27,9 cm)

Sinal de Validação: Slogan "Banco do Brasil" e a Rubrica do contratante no canto inferior esquerdo do documento

Fundo: Banco do Brasil

Autorização de Informação Cadastral

Espécie: Autorização

Forma: Cópia

Formato: Folha Avulsa

Tipo: Autorização para levantamento de Informações cadastrais

Função Administrativa: Autorizar o Banco e as suas Subsidiárias a utilizar todas as informações que cosntam em seu nome

Função Arquivística: Comprovar o termo que o contratante assinou

Produtor: Contratante (Welton)

Gênero: Textual

Suporte: Papel Sulfite

Dimensão: A4 (21 cm x 27,9 cm)

Sinal de Validação: Assinatura ou Rubrica do Contratante

Fundo: Banco do Brasil

Comprovante de Remessa

Espécie: Comprovante/Remessa

Forma: Cópia

Formato: Folha Avulsa

Tipo: Termo de Recebimento do cartão e Declaração de responsabilidade

Função Administrativa: Constar o recebimento de cartão do Banco e declarar a responsabilidade por parte do contratante

Função Arquivística: Comprovar recebimento do cartão e registar ciência do contratante

Produtor: Banco do Brasil

Gênero: Textual

Suporte: Papel Sulfite

Dimensão: A4 (21cm x 27,9 cm)

Sinal de Validação: Assinatura do Titular

Fundo: Banco do Brasil


Apesar de o exemplo utilizado ser baseado em fatos reais, os documentos exibidos neste blog possuem dados fictícios.

15 de jun de 2009

Fraude em agência do Banco do Brasil


















A nossa proposta é analisar documentos que são utilizados na abertura de conta em uma agência do BB. A partir de uma história real, sobre um cliente que fraudou documentos para conseguir dinheiro no banco. A análise diplomática e tipologica desses documentos, nos auxiliará na busca por falhas inerentes aos mesmos, que os tornaram passíveis de fraudes.

13 de jun de 2009

Glossário

TERMOS ARQUIVÍSTICOS

Espécie: disposição e natureza das informações do documento, onde mostra o que ele representa. Exemplo: carta.

Forma: preparação e transmissão do documento, relacionada com o estágio do documento em trâmite. Exemplo: original ou cópia.

Formato: configuração assumida pelo documento quanto a sua forma física. Exemplo: livro.

Gênero: designação do documento segundo os signos de comunicação. Exemplo: textual.

Sinais de validação: elementos que atestam a autenticidade do documento.

Série: sequência de documentos de mesma função, atividade, assunto ou tipo documental.

Suporte: material em que a informação está fixada. Exemplo: papel.

Tipo documental: a função do documento no contexto arquivístico, apoiado à sua espécie.

Trâmite: fluxo por onde passou o documento.

TERMOS BANCÁRIOS

Ação: Título negociável que representa a menor parcela em que se divide o capital de uma sociedade anônima. As empresas eventualmente emitem ações para aumentar seu capital social. Os recursos levantados normalmente são utilizados em futuros investimentos.

Conta Corrente: Conta corrente é o principal produto dos bancos. Através dela, você movimenta seus recursos, contrata outros produtos, faz investimentos, adquire empréstimos, etc...

Caderneta de Poupança: Depósito de poupança, em dinheiro, que acumula juros e correção monetária, cujos recursos são destinados ao financiamento da construção e da compra de imóveis.

Certificado de Depósito Bancário (CDB): Título emitido por bancos de investimento e comerciais, representativo de depósitos a prazo.

Letras Hipotecárias:Título de crédito, emitido por sociedades de crédito, financiamento e investimento, utilizado para o financiamento de crédito direto ao consumidor.

Swap: Troca feita entre moedas diferentes e efetuada entre bancos por meio de um jogo cruzado de escrituras, com concordância prévia e cláusula de resgate ( venda com promessa de recompra). Saca-se sobre um crédito, e o direito ao saque é reconstituído em seguida, em curto espaço de tempo.

Taxa de Juros: É o custo do dinheiro no mercado. O BACEN é o órgão regulador da política de juros. Quando a taxa de juros está alta é sinônimo de falta de dinheiro no mercado. Ao contrário, quando está baixa, é porque está sobrando dinheiro no mercado. A taxa de juros é um dos mais importantes indicadores de política monetária.

Taxa Selic: É a taxa que reflete o custo do dinheiro para empréstimos bancários, com base na remuneração dos títulos públicos. Também é conhecida como taxa média do over que regula diariamente as operações interbancárias.

12 de jun de 2009

Bibliografia



BELLOTTO, Heloísa Liberalli. . Como fazer análise diplomática e análise tipológica de documento de arquivo. São Paulo: IMESP/ARQ-SP, 2002. (projeto Como Fazer, 8)

DURANTI, Luciana. Diplomática: usos nuevos para una antigua ciencia. Trad. Manuel Vázquez. Carmona (Sevilla): S&C, 1996. (Biblioteca Archivística, 5)

GRUPO DE ARCHIVEROS MUNICIPALES DE MADRID. Tipologia documental municipal 2. Arganda delRey: Ayuntamiento de Arganda del Rey, 1992.

GRUPO DE TRABAJO DE ARCHIVEROS MUNICIPALES DE MADRID. Manual de tipologia documental delos municipios. Madrid: Consejeria de Cultura de la Comunidad de Madrid, 1988. (Archivos, Estudios, 2).

LOPEZ, André Porto Ancona. Tipologia documental de partidos e associações políticas brasileiras. São Paulo: História Social USP/ Loyola, 1999. (Teses)